Bicho da cabeça, você conhece?

Há muita confusão quando o assunto é o “bicho da cabeça”. Já ouvi até que “ele entra pelo nariz e depois vai para o cérebro”… Será mesmo? E você, sabe do que estou falando?

Duas doenças provocam sintomas similares nos ovinos e caprinos, mas são bem diferentes e normalmente confundidas pelos criadores. Do que estou falando? Do falso torneio e do torneio verdadeiro (essa expressão é mais comum no sul do Brasil).

O sintoma que gera confusão, é o andar em círculos ou balançando a cabeça, que tanto pode acontecer numa quanto na outra doença. Apesar de ambas serem provocadas por parasitas, o falso torneio, oestrose ou bicho da cabeça é causada por larvas de mosca (Oestrus ovis) e o torneio verdadeiro pelo Coenuros cerebralis, a larva de uma tênia de cachorro, a Taenia multiceps.

Para saber sobre a Cenurose, acesse: Como prevenir surto de cenurose no rebanho

Assim como a causa é diferente, a prevenção ou tratamento, também. Por isso a importância de conhecer e, principalmente, saber o que fazer.

Vou tratar aqui do Bicho da Cabeça ou Oestrose, doença causada por uma mosca, que deposita as larvas no nariz de ovinos e caprinos. Essas larvas migram para dentro do nariz, se alimentam de muco, crescem e o normal é saírem ou serem “espirradas” para fora, caindo no chão e completando seu ciclo, tornando-se moscas adultas. Similar ao que ocorre com o “berne”, só que crescem no interior do “nariz”. O mais comum é afetarem ovinos, mas caprinos também podem apresentar a doença. 

Em raríssimos casos, podem migrar até o cérebro, causando danos neurológicos. O comum mesmo é o animal ficar incomodado pela presença das larvas no nariz, apresentar corrimento nasal, espirros, coçar o nariz no chão, balançar a cabeça e, consequentemente, pode diminuir a alimentação e perder peso. 

Para controle da Oestrose é recomendado o uso de produtos antiparasitários. Lembre-se sempre: leia a bula e converse com um veterinário para montar um planejamento de controle na propriedade. 😉 

Para saber mais, acesse: Oestrose: uma parasitose emergente em pequenos ruminantes no nordeste do Brasil 

 

Gostou? Quer receber no seu celular as novidades sobre Ovinos e Caprinos? É gratuito:

WhatsApp – https://bit.ly/zapcapril

Marlise Germer

Conhecida pela sua determinação e persistência, Marlise é literalmente apaixonada pelo que faz. Desde pequena sonhava ser médica veterinária e, hoje, o mundo das ovelhas e das cabras é seu paraíso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *